Pesquisar este blog

sábado, 25 de março de 2017

O Desmantelamento da Naçao Brasileira


(Resumo sucinto)

Resultado de imagem para brasil afunda
Até o início do governo de FHC o Brasil vinha se arrastando - historicamente - numa linha divisória entre a exploração do território para servir a indústria internacional, e o modernismo tecnológico, onde se importava praticamente quase tudo, para se ter um pouco de tudo. Um pouco  de industria naval, um pouco de aviônica, um pouco de metrô, um pouco de boas estradas, um pouco de industria de ponta em Manaus, mas sem patentes nacionais, um pouco  de hospitais de ponta e um pouco de universidades de segunda linha internacional, um pouco de indústria bélica.    
No governo FHC o capital estrangeiro passou a ser atraído por causa dos juros altos do capital especulativo. George Soros ganhou bilhões. Muita gente ganhou bilhões. Espalhou-se pelo mundo uma propaganda segundo a qual os Bricks - países em desenvolvimento - estavam num crescimento desenfreado. Não era desenvolvimento: Era exploração da produção interna, através de empresas e industrias estrangeiras para servir as necessidades dos países desenvolvidos a preços de "banana", sem nada de "genuinamente nacional". As fábricas montadas em "módulos" podem agora ser desmontadas e levadas para outros países. A indústria nacional com altos impostos e juros exorbitantes, os mais altos do mundo, ficou impossibilitada de competir. Não raro investidores tinham interesses na Índia, na Russia, no Brasil simultaneamente. Nos governos de Lula e Dilma, na verdade "orientados" para atuarem com liberdades e libertinagens no cenário mundial de continuar a exploração do território nacional sem progresso genuíno realmente efetivo, duas coisas se incrementaram: O aumento de nossa dependência na exploração do solo e subsolo vendendo produtos de agricultura e minérios para o exterior e o aumento da corrupção. 
Nossa situação hoje é a de vender alimentos para o mundo, e minérios. Os países mais adiantados preparam-se para explorar Marte e o sistema solar. 

Amanhã tem novela na Globo, hoje tem balada e drogas na esquina, amanhã e depois vamos nos templos dar vivas ao senhor, alguém do partido vai arranjar um "diproma" para o filho senão demite-se o professor, o professor vira diretor por serviços prestados ao politico, sumiram 7,3 milhões do orçamento da Universidade do Paraná... Sem revolução a mamata não paraná nem lá nem cá, o governo é de cada um para cada partido, o resto  paga impostos enquanto houver empregos. Somos uma nação que vive do trabalho sem produzir nada que não se produzisse já no século XIX, mas sem novas patentes. Terceirizar não acaba com cabide de empregos, o desvio  de verbas passa agora pela empresa terceirizada em  parte, acresce-se as taxas de administração das terceirizadas, os aumentos de preços acordados em troca dos favores, nada muda, apenas vai custar mais caro. A solução era PRIVATIZAR!!!!

Quando iremos acordar, é um mistério!  


Rui Rodrigues

sexta-feira, 24 de março de 2017

Meditando sobre a vida.


Gotas de chuva batem nos vidros da janela, goteiras despencam do telhado na área de serviço. A água está numa caneca ao fogo, esperando a hora certa para se misturar ao pó de café que aguarda pacientemente no coador de pano. A TV está desligada. Paira no ar um sentimento de tranquilidade que o ambiente físico ao redor atesta. Se desligar o ventilador, e a luz, sentirei uma paz que poderia ser eterna. Mas é muito cedo para essa paz, e bastante cedo para ir para a cama. Ando pintando uma tela nova. Estou na fase de desenho e ainda me vai levar algum tempo. O mar deve estar muito tranquilo, porque não escuto o som de uma onda sequer, coisa que se escuta a toda hora normalmente. Não vou pintar. Liza me chama para dormir, mas passamos a tarde na cama. Os escritos podem esperar. Liza não pode esperar. Mas este escrito não pode esperar por causa de uma foto. Perdão, por causa de duas fotos. Liza entende porque lhe mostro o motivo. Na primeira, num único momento, num único instante, três meninas mais ou menos da mesma idade, envolvem-se na mesma coisa, mas têm três reações bem diferentes, assim como os três macaquinhos um que não ouve, outro que não fala, outro que não vê. Há um mundo de perguntas que se podem fazer, mas que talvez não valham a pena. Mas nenhuma das três vê a mesma coisa, assim como num mundo qualquer e neste em que vivemos, ninguém vê o que o outro vê. Parecido, talvez! Na outra foto, a diferença entre o conforto da vida e o conforto da morte. Os ossos que parecem nada dizer, disseram que eram chineses. Vinte e oito chineses. Morreram na Coréia do Sul durante o conflito em 1950-1953, que separou as duas Coreias, com intervenção de forças armadas chinesas e americanas. Os ossos serão devolvidos para enterro definitivo pelas famílias. Naqueles tempos, soldados eram mandados sem se perguntar se queriam ou não participar em guerras fora do seu pais. Hoje não morreriam aqueles. Talvez outros. Certamente outros. Naqueles tempos a ideologia era outra. Também não morreriam por defender ideologias, porque hoje não haveria guerra por motivos simplesmente ideológicos. Esses 28 soldados deram "azar" de viver num momento sem importância alguma para os dias de hoje, entrando num conflito que não era deles, defendendo "posições" que hoje não nos dizem nada. A família deles já aprendeu a viver sem eles. O resto do mundo os desconhece. Se fossem vivos e soubessem que morreram por nada, sentir-se-iam muito frustrados. O rio do tempo os levou para sempre. Se os convidassem a voltar talvez dissessem não pela primeira vez em suas vidas.

Vou tomar um saboroso café. As duas moças estão muito confortáveis analisando crânios, fêmures, tíbias, falanges e falangetas. Os vivos quase sempre estão confortáveis e bem. Crânios queimados deve ter sido por causa de Napalm. Ontem morreu gente na ponte de Westminster. Londres. Mais um atentado sem pés nem rabo nem cabeça, inqualificável, sem mérito ou necessidade. O mundo desperdiça a vida sempre por não entender o que ela significa nem o que se pode fazer com ela.

Volgograd, Russia. Animal tamer Pavel Kudrya with one of the two bears he has been keeping at his home since their show was cut from the Russian State Circus Company
Viva e deixe viver! Ensine pessoas a viver. Nem que seja um velho e um pobre e isolado urso para quem o circo já acabou na Russia.

Rui Rodrigues

quinta-feira, 23 de março de 2017

Manifesto Publico


Resultado de imagem para arauto idade media gravuras

Manifesto Público 
A Quem Interessar lhe possa
Que a mim estou-me nas tintas
por ser de praxe que o que começa se acabe e estejam extintas as carruagens voadoras de fogo


Bom dia, Nobres e valentes gentes do Reino, vinde a mim os interessantes e interessados, os que se interessam por este reino, que já nos irritam muitas gentes que o coabitam, entre os quais sobressaem os "istas" e principalmente os adeptos do "Criácio" que de cegos sem solução se fazem de desentendidos como se solução fosse a sua cegueira para os males que nos assolam...

Pois não veem esses, os "istas", eles e aqueles, de tantos e tontos que são, que ninguém anotou nem o dia nem a hora para que ficasse referência do dia em que as águas engoliram a Terra e se passasse a contar os dias de nossa existência desde então y entonces a Oriente e Ocidente de Tordesilhas muito mais que de Greenwich que por ser temporal melhor fosse a Norte e Sul de Genebra????

Notem e anotem pois, e repitam como se mantra fosse, que não importa que Deus tenha criado Adão e Eva que os fez não uma, mas duas vezes, que Adão e Lilith foram na primeira afeição e Adão e Eva pela segunda cozedura do barro, criados iletrados que não deixaram registro, e que iletrados eram também os que criou pelo terceiro arrependimento, de nomes Noé e Na'amah - esta a cheia de beleza - proveniente da descendência de Caim o que a Abel matara, sendo ela irmã de Tubalcaim que era filho de Lameque. 


Anotem, que agora somos todos letrados e podemos gravar em aço inoxidável e ouro o dia da quarta recriação para que não fiquem dúvidas de quem todos descendem cheios de dívidas, de moedas amealhadas pelos mesmos, herança de baus cofres e potes que duendes bruxas e faunos guardarão nos extremos dos arco-iris que mesmo curvos jamais se cruzam ou encontram.

E aqui, nesta parte do Reino, onde tudo se terceiriza, que se pense com urgente urgência apressada, em entregar o governo a quem não roube por lascivo e permissivo contrato e por concorrência e papeladas grafadas em pergaminhos de lacres e fitas decorados, aos que maiores lucros nos deem se lhes atribuam deves e haveres, antes de irmos a uma falência total da bolsa e dos órgãos, pois que disto se faz mister por serem mais númerosos os ratos que as moedas e não termos Aladim nem flauta que para o afogamento os conduzam suavemente sem esperneios.

Que se publique e leia este Manifesto, quer para salvamento do Reino, quer para compreensão e preparo de novos escribas que documentarão o achamento de novos fundadores de nova humanidade, que nascerá exatamente igual a esta, porque é de formação, origem e Gênesis tal, que sempre causará dor ao Deus que a criou e de que tal fato sempre se há-de Ele arrepender.

Que não sejam os iletrados Honoris Causa Lula e Dilma, de arca já cheia por muitos côvados, por bem mais de 40, tomando lugar do Tiranossauro Rex que não coube. 

Rui Rodrigues

quarta-feira, 22 de março de 2017

Guerra ou paz, decidam!!!!!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas


Meu pensamento afro-darwiniano do dia, assim como grito do Ipiranga da sobrevivência infantil, adulta e matusalêmica, sem anemias nem sorteios de loteria, mas pra tomar como se fosse xarope prá tosse, muito melhor que o Rhum Creosotado...

Houve extinções em massa, como no Permiano e no Triássico, pela natureza, que levou o nosso planeta Terra a produzir esta coisa que se chama "humanidade" com todo o significado pomposo que nos possa parecer e queremos sugerir uns aos outros... Sem a extinção dos dinossauros não estaríamos aqui... Talvez venhamos a ter sucessores muito mais inteligentes que nós por estarmos falhando - aparentemente - de forma desastrosa...

Infelizmente, por outro lado, convencer todo mundo que "paz e amor" seria o "melhor", é uma tremenda besteira e infantilidade: Os aproveitadores chegam com Guerra e ódio, mesmo disfarçados de artistas de cinema e "políticos sociáveis do bem" e nos aniquilam, nos holocausteiam de todas as formas, pagos a peso de ouro pela propaganda política...

Por isso temos que estar sempre preparados para a guerra. Creio que isso vale na própria natureza, pelo controle que existe de quantidades pela "guerra" entre espécies. Muitos veados, muitos leões, poucos veados, poucos leões. O recado parece ser: Se quer sobreviver seja forte e inteligente! Destrua quem o queira destruir, mas não fique nem muito grande nem muito numeroso, porque quanto maior a nau, maior a tormenta.

Ora isto nos dói muito porque NÃO DEVERIA SER ASSIM, mas como prova de que é, o mundo parece não ter melhorado quer porque se deu a outra face, quer porque se arrancou um olho por outro que foi arrancado. Os mártires são de todos os lados, mas os santos apenas de um. Talvez por isso os camelos sejam desproporcionalmente grandes para as agulhas de costurar que ainda somos obrigados a procurar em palheiro.

Rui Rodrigues

Universidade da vida - A reprovação por faltas


-Homens casados paquerando a mulher dos amigos e transeuntes, e mulheres casadas paquerando os maridos das amigas e transeuntes, mas "alegamos" que o problema é a infidelidade, todos na frente de seu tempo, "heróis das conquistas";
-Capitalistas pobres querendo justiça no mundo sem dividir nada pessoal, e socialistas ricos querendo justiça no mundo sem dividirem nada pessoal;
-Liberais fazendo revoluções contra os anti-liberais, mas querendo a liberdade e anti-liberais impassíveis vendo a liberdade se transformar em libertinagem;
- Todos contra a corrupção, mas alguns achando que era melhor ficar todo mundo quieto no assunto da carne podre para "alguém" não ser prejudicado (alguém, sim, porque o povo seria prejudicado, E depois da boca no trombone, a virgindade do som da surdez se esvai)
- Todo mundo querendo moral, mas mostrando as pernas até as calcinhas, e o peito cabeludo, despertando desejos, outros de véu sem grinalda, mal aparecem os olhos, e fazem o que todo mundo faz debaixo de roupas de pano que dariam pra costurar velas...
- Deuses e símbolos religiosos para todos os lados, ouro incenso e mirra, doces de chocolate, fanfarras santos de espadas, espadas sem santos, tiros, guerras e curtas espoletas, sandálias humildes em ricos pés, coturnos idiotas em pobres pés, cabeças a prêmio, umas que tombam de pesadas, outras que alçam voo de tão leves e ocas que qualquer vento as levanta.


Os mestres desta vida não ensinam os pulos do gato sem que se lhes pague, porque o conhecimento custa. O que sai barato normalmente é esmola, se somar suas esmolas do ano, fazem uma pequena fortuna.

Que vai rodar a roleta, senhoras e senhoras, "no va mas"...No va mas... Quem joga sabe!
Resultado de imagem para guerra na Siria


De um lado médicos presidentes da moral das nações, camas de enfermos para todos os lados, ha mortos e feridos, eu olho. Eu observo. Eu não tenho mais idade para me meter nisso. Eu olho e penso e construo uma imagem do que farei no futuro. Para uns. Para mim, não poderei fazer nada. Meu tempo passou e eu estava muito ocupado em construir a minha vida e de minha família. Pensei que os Estados e presidentes deveriam cuidar dessas coisas da Universidade da Vida.

Rui Rodrigues

terça-feira, 21 de março de 2017

A matemática e a Grei


Pra ler com atenção e não se perder

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Dentro dos melhores critérios da matemática inclusiva que não nos deixa ficar por fora, tudo o que não exclui permite a prostituição do que seria possível excluir, o que quer dizer que inclui todas as demais possibilidades de zero a infinito...

Por isso que temos duas camadas de dentes, uma embaixo e outra em cima e em coima (pra quem não pagou ainda a dentadura) e não dos lados, e a Gravidade só é grave pra baixo no baixar da marreta e não pra cima do exaltar a lei...

Ah! ... E por isso que o povo fica embaixo do lado da marreta que cai e não do lado da água que subiria se a gravidade não fosse tão gravitacionalmente grave... Se for lido com atenção, se verá que faz sentido embora de forma desnorteada. Nos dias que se nos atravessam em nosso percurso para a "travessia" transitória do nada para o vácuo absoluto, obriga a espirrar com impostos e a se confundir a confusão com os balangandãs do Wagner Moura quando passava no caixa para se Rouanetizar com distribuidores de Imbróglios.

Entre sentido e continência, fico com o azeite extra-virgem, mas se for para emperrarem a Ordem e o Progresso então fico com os do sarrafo para impedirem as badernagens!!!

Rui Rodrigues

Três contos de tretas para três chulos esdrúxulos .


Chovera por dois dias e duas noites, e ele apareceu no "Bar do Chopp Grátis" para contar três histórias, ali pelos começos do Inverno, o vento soprando de través, Adamastores aparecendo a barlavento, as enxergas gemendo pelo esforço de cordas em aguentar os mastros. Ele tinha dito: Vem... Vai ser bom para nós e nossos filhos, e ela disse: Vou só pra usufruir. Alguns chulos morreram pelo caminho. Ela usufruiu. Depois se fez um acordo que ela traiu, quando um dos chulos a largou e ela tomou uns comprimidos pra dormir e esquecer. Ele cumpriu. Ela não! Mas o tempo é como as areias do deserto: De vez em quando descobre tumbas de nojentos personagens e os ossos se mostram em toda a sua ignorância. Os sacerdotes não tinham como conservar o cérebro, exceto em vasos canopos.
 Resultado de imagem para canopos

Conto Primeiro:
A Terra e a Grei 
e o Matriarcado sem Patriarca
Resultado de imagem para genesis biblia adao eva e lilith

Mais cedo havia-se encontrado com Freud no fundo do quintal e ele lhe disse que tudo o que é ruim se atribui ao pai que normalmente é cachaceiro, tem amantes e abandona a mamãe, ganhando o lindo apelido tipo codinome (ou alcunha) de filho da puta, e tudo o que é bom vem da mamãe da gente, que era quem nos dava o peito e dinheiro para gastar com sexo e cachaça (escondido do pai) e que por isso ganhou o apelido ou alcunha de "vitima" e que tudo o que é bom vem de Deus, e tudo o que é ruim vem do capeta diabólico mafarrico que como serpente usa o dinheiro do pai para gerir o seu lar e de amantes...

Não foi difícil compreender porque tem gente que não se lembra de tanta coisa nem com quem comparar o Lula e a Dilma... Tentei segurar o Freud pra umas conclusões, mas ele subiu no balão a caminho da Papuda, e disse que o capeta só vai preso no dia em que houver cela tipo suite de Hotel Honoris Causa. Por isso que ele cruza os braços sobre o barrigão inchado, cheio de linguiça de boi, acém e costela, bate o pé e diz pra seu filé mignon:

-Não vou, não vou e não vou!

Três vezes o disse, pra velha amante, a Rosa Maria de boca de ouro, peitos de vaca, cabeça de merda, o rabo do capeta em flecha, coçando-lhe a vagina ali quase se chegando ao útero. Perguntar "que país é esse", não adianta, disse a Madre Superiora de convento vazio pra economizar despesas. Há que se perguntar que putaria é esta e que tipos de putas se quer ser, se das que comem mortadela, coxinha ou preferem matar o pau que as vara. E até hoje se perguntam quem teria dito uma porra destas, tão difícil de perceber, todos atribuindo a culpa ao árbitro e a uma ignorância fajuta que vende voto porque uma grana extra vem sempre bem e fe imediata. Putas e putos também se vendem porque precisam de dinheiro, mas a linha de conduta é a liberal... 


Conto Segundo:
Tempo- A mais pura ilusão 
de semântica quântica...

Resultado de imagem para ovulo sendo fecundado

Meu paradoxo do tempo, traduzido do Caos em que Einstein dançou a valsa dos dados e os dados rolaram dando risadas inebriantes como Champagne de bolinhas de Coca-Cola, açucaradas e diabéticas com sotaque francês. Se eu voltasse no tempo e matasse meu avô, todo mundo pensaria que eu não seria gerado.... 

Mas enganar-se-iam!!!!

Pela teoria da Física Quântica, seria impossível chegar no microssegundo exato em que o espermatozoide de meu pai fecundou o óvulo de minha mamãe, único momento em que se poderia matar meu avô impedindo o meu nascimento (as duas coisas estão ligadas tal como o espaço-tempo: Não se pode voltar ao passado para matar "meu" avô ou meu pai, e basta substituir o gato de Shrodinger pelo meu avô (ou pai) para se entender esta ligação como se fosse um entrelaçamento quântico. Não se pode alterar o que já foi ligado um dia, nem na Terra nem no Céu !!!!)

Ou seja... Eu não poderia matar meu avô nem meu pai, e por uma fração de segundo, um "eu outro" nasceria igualzinho, mas com olhos azuis, por exemplo, e minha vida seria diferente, porque nessa fração de segundo, um outro espermatozoide fecundaria o tal óvulo...


Conto Terceiro
A Origem e a Gênese,
A mulher desde o Gênesis, 
quase igual ao primeiro,
mas muito mais aprofundadamente
profundo.


Resultado de imagem para caim matou abel

Em Gênesis 1, e na saga de Gilgamesh publicada 1.000 anos antes na Suméria, primeiro Deus fez ao mesmo tempo o homem e a mulher. Mas em Gênesis 2 e 3, Deus volta a fazer Adão, mas desta vez o faz do barro e o sopra dando-lhe vida, e de uma costela deste, faz a Eva... A "outra", a primeira, era a Lilith, que queria transar por cima do homem (ler Zohar), que queria mandar de vez em quando e que deu o figo para o Adão... (não foi uma maçã, porque esta fruta nem existia por aquelas bandas).
Assim, parece que a Lilith era um "barato", e que Eva era a "santinha"...
Mas... Como sou muito céptico, ascético, séptico e ético, por vezes hermético, além de gostar de louras, morenas, pretas, e de todas as cores, pena que não as haja verdes e azuis, fico pensando se não haveria também um outro homem e uma troca de casais, que explicaria uma porção de bricabraques, incluindo o Caim matar o Abel...


Rui Rodrigues